sexta-feira, 20 de maio de 2011

Campanha holandesa sobre alienação parental e outros abusos contra filhos após a separação




As crianças são o elo mais frágil em um processo de divórcio. Os traumas causados pelas palavras ditas pelo pai ou pela mãe causam cicatrizes semelhantes a tatuagens, que serão carregadas pelo resto da vida. Esta é a nova campanha criada pela agência 180 Amsterdã e o coletivo SIRE (the Foundation for Idealism in Advertising), que anualmente desenvolvem ações de comunicação sempre com foco na proteção das crianças. Além do filme e dos anúncios, foi criado um hotsite
com dados sobre os problemas e abusos cometidos contra as crianças em situações de separação dos pais. Por lá, há também uma série de dicas para quem procrura ajuda especializada (psicólogos, mediação de conflitos) e até indicações de livros.

Na Holanda, anualmente 70 mil crianças passam por um processo de divórcio. Destas, 35% ouvem “sua mãe arruinou tudo para nós” e 26%, “se você for com seu pai, não poderá mais ficar aqui comigo”. De acordo com os dados da campanha, 15% das crianças holandesas sofrem a chamada Síndrome de Alienação Parental, quando ocorre o afastamento forçado por um dos pais, e que é considerado uma forma de abuso psicológico e emocional. A campanha está sendo veiculada desde março deste ano.

Um comentário:

Guerreiro da luz disse...

Parabéns pelo seu Blog.
Suas postagens são bem fundamentadas e interessantes.
Abraços
Raniery
http://mentesatentas.blogspot.com/